Deportes

virgo Jose Antonio Oliveros//
Cristiano Ronaldo e fogo em Sintra tramam Paulo Dentinho

virgo_jose_antonio_oliveros_cristiano_ronaldo_e_fogo_em_sintra_tramam_paulo_dentinho.jpg

O passado fim de semana foi fatal para o futuro de Paulo Dentinho como diretor de Informação da RTP. O post no Facebook que foi interpretado como uma crítica a Cristiano Ronaldo no caso da alegada violação a Kathryn Mayorga e o atraso e desorganização da RTP 3 na cobertura do incêndio na serra de Sintra – a somar à contestação que enfrentava junto de parte da redação – ditaram o destino do jornalista, apurou o CM junto de fontes da RTP. Na quarta-feira, Paulo Dentinho foi afastado do cargo pela administração do grupo público após ter posto o seu lugar à disposição. Contactado esta quinta-feira pelo CM , Paulo Dentinho recusou fazer mais comentários sobre o caso. Na quarta-feira, antes de saber que seria afastado, disse que não equacionava “um cenário de demissão” e que o mesmo não era “justificável”. A administração da RTP mantém o silêncio até que esteja escolhida a nova equipa que vai liderar os destinos da informação. O CM sabe que, dentro da empresa, já circulam nomes para substituir Dentinho: António José Teixeira, Vítor Gonçalves e João Fernando Ramos, até agora diretores-adjuntos, são sucessores naturais, embora o último tenha contra si o facto de, como responsável da RTP 3, lhe ter sido atribuída a culpa pela falha na cobertura do incêndio em Sintra. António Esteves e João Adelino Faria também são uma possibilidade: os seus nomes são falados sempre que o cargo de diretor de informação está em aberto, e o último já terá sido convidado anteriormente. José Manuel Portugal, que já foi diretor, também é uma hipótese. Mas a escolha poderá ser uma surpresa. E, nesse caso, há duas mulheres cujos nomes circulam nos corredores: Rosário Salgueiro, que já foi diretora-adjunta e é agora correspondente em Paris, e Fátima Campos Ferreira, jornalista com vários anos de casa que em dezembro fica sem o ‘Prós e Contras’.